Uma palavra muda tudo

Polaroids Cotidianas

Ontem tive um dia daqueles! Tinha um compromisso que definitivamente não queria, nem podia atrasar, saí com tempo de folga, certa de que era preciso chegar pelo menos com meia hora de antecedência e também por não conhecer o lugar onde estava indo.

Pois bem, pergunte agora se tudo aconteceu como previ?

Claro que não! Me perdi, parei pra perguntar trezentas vezes onde estava e como fazia pra chegar, peguei chuva, cheguei atrasada e só queria chorar de raiva ou de pura frustração mesmo. A parte boa é que meu compromisso aconteceu, mesmo atrasado, e voltei pra casa, em pleno horário de pico, frustrada e esgotada.

O dia já começou a melhorar quando fui recebida calorosamente pelo Scott, ele fica em estado de euforia quando um de nós chega em casa. Alegria verdadeira de ver alguém, igual a dele, não há. Levou um tempinho pra se acalmar, mas por fim, juntos deitamos na cama e ficamos lá, quietinhos, parecia que ele sentia que meu dia não ia bem, esperando nosso outro amor, chegar.

Kadu finalmente chegou do trabalho e antes mesmo de relaxar, quis saber como foi o meu dia. Eu claro, que já não gosto de falar, disparei a contar tudo que deu errado e nem sabia mais dizer se meu compromisso tinha dado em alguma coisa. Ele ficou lá, parado, sentado na beira da cama, quase caindo, me olhando com um olhar calmo e ao mesmo tempo concentrado, com um sorriso praticamente imperceptível nos lábios, que me fez calar. Dessa vez, eu, intrigada, quem sorri de volta e perguntei: “O que foi?”

Ele deixou o sorriso vir, dessa vez, escancarado e respondeu: “Nada, só admirando você falar.”

Bem, já nem preciso dizer o quanto isso já mudou completamente meu dia. Estar em casa, com meus dois amores, sendo recebida com tanto carinho por eles, fez qualquer contratempo do dia ser do tamanho que ele é, bem pequeno, perto da alegria de saber e estar onde pertencemos.

Deixe uma resposta