Pra mim, com carinho

Aline contemplando a imensidão

Hoje você acordou mais ansiosa do que de costume, querendo fazer tudo ao mesmo tempo e desejando que sonhos e planos acontecessem em um estalar de dedos, né? Queria poder acordar amanhã e já ser tudo diferente.

Calma lá! Quantas vezes já conversamos sobre essa urgência? Sobre esse turbilhão de sentimentos e dúvidas?

O engraçado disso tudo é que você tem consciência do quanto tem aprendido até aqui, do quanto a estrada tem te ajudado a enxergar a beleza de cada etapa, de cada passo dado.

Pensa bem, você jamais imaginou que estaria aqui agora, do jeitinho que a vida fez acontecer. Sonhos transformados em outros que antes não faziam sentido, pessoas que entraram na sua vida que jamais acreditou ser possível, decisões que pensou nunca ter força para tomar.

Tudo se transformou e você mudou junto. Quem te conhece sabe o quanto amadureceu de anos pra cá, o quanto aprendeu a se deixar ser quem é, sem medos ou máscaras.

Então pra que tanta dúvida? Tanta ansiedade? Acha mesmo que vai ser diferente agora?

Mais do que ninguém você sabe quanto o tempo pode ser nosso amigo, o quanto ele ajudou você a aceitar que seu mundo pode ser muito mais intenso do que de outros, que muitas vezes as coisas têm um significado muito maior pra você e está tudo bem ser assim.

As vezes dói sentir as coisas com tanta intensidade. Já te peguei desejando sentir menos.

Talvez a maioria das pessoas que sentem o mundo desse mesmo jeitinho, já deve ter desejado o mesmo. Sentir demais pode ser hard, mas seja sincera, quer enganar quem? Você tem orgulho de ser assim. É isso que dá sentido a sua vida. Das poucas vezes em que experimentou momentos sem grandes significados, você sentiu um vazio sem explicação, sempre faltou alguma coisa.

Você teve muito medo de tudo isso, teve vergonha de ser tão complexa e desejou ser uma jovem normal como todos eram. Foi muito libertador quando descobriu que você também era normal e que a maioria dos jovens tinham seus próprios dilemas internos, né?

Você sabe que as coisas só eram assim porque você se escondia de si mesma, fugia do seu próprio sentir. Da sua própria essência.

Quantas vezes deixou de escrever textos que poderiam ter saído cheios de sentido e sentimentos, e até ajudar alguém que sentia como você, por puro medo de ir de encontro, sem filtros, com o que ia na alma?

Lá vem eu falar do tempo de novo, mas se não fosse ele, você não teria permitido conhecer e aceitar sua essência, e se fosse assim, como as pessoas a conheceriam de verdade?

Você esperou pacientemente por dias assim, onde poderia dizer exatamente quem é e se orgulhar disso, então junte todas as lições que te trouxe até aqui, e faça valer a pena todo o tempo que for necessário pra chegar onde quer que seu coração pensa em te levar.

Logo você, que detesta rotina, ama a grandiosidade da vida, a liberdade de sonhar e transformar sua vida e a dos outros também de alguma forma, que se apega aos pequenos detalhes, vai duvidar ou temer os ciclos da vida? São eles que trazem a mudança que tanto precisamos.

E são as mudanças que nos trazem conhecimento, experiência, amadurecimento e satisfação. Você busca por elas incansavelmente, então aceite o tempo delas. Você sabe que sempre vale a pena.

É sempre bom quando reservamos um tempo pra essas nossas conversas sinceras. Alivia a alma, né? E é por isso que eu digo: Bora lá, tamo junto! Não esquece disso, tá?

Quanto a ansiedade? Respira fundo quantas vezes for preciso e vá curtir o domingo.

De: Aline Matos

2 Replies to “Pra mim, com carinho”

  1. Soneli says:

    Perfeito

  2. Aline Matos says:

    Solll <3

Deixe uma resposta