A arte do autoconhecimento e a felicidade em sua essência

Livro Escolha sua vida aberto e vaso de cactos

Você sabe que encontrou a felicidade quando vive um momento que não quer que acabe.
Clóvis de Barros Filho

Nos últimos dias tenho mergulhado dentro de mim, em um processo de auto conhecimento quase involuntário, simplesmente acontece e eu me deixo envolver. Gosto desse movimento.

Tenho a sensação que durmo e acordo travando diálogos internos querendo me conhecer melhor.
Nem sempre é um processo agradável, mas na maioria das vezes, saímos desse processo muito melhores e cuidando com mais carinho da nossa essência.

Na verdade, desde sempre fui assim, e hoje já me conheço muito melhor do que uns 10 anos atrás. Sou dessas que busca sempre encontrar a grandiosidade em tudo ao meu redor, e em tudo em mim.

Desde o mês passado isso está latente de uma forma que não sei nem dizer, e como o universo parece conspirar nessas horas, pude conhecer duas obras incríveis sobre esse assunto, sem nem ao menos estar procurando, que me ajudou a pensar demais em como buscar a melhor forma de encontrar a leveza da alma, a felicidade genuína de se conhecer e deixar a vida fluir a partir de quem somos, não do que a sociedade nos impõe.

Não são obras recentes, coincidência ou não, ambas são de 2013 e entraram na minha vida só agora, e como eu sempre acredito que tudo tem sua razão, quis compartilhar com vocês, porque pra mim, surgiram no tempo certo, quem sabe pra você também não será este o momento?

Scott e o livro Escolha sua vida

Escolha sua vida” de Paula Abreu, fala da insatisfação generalizada das pessoas com os empregos que tiram de suas vidas seu precioso tempo, motivação e propósito na vida.

No livro ela conta como ela mesma tinha tudo, materialmente falando, com sua profissão, mas era totalmente insatisfeita com sua qualidade de vida, e como fez para que pudesse transformar sua vida de forma significativa, fazendo suas próprias regras e vivendo conforme sua verdadeira essência.

O livro trás reflexões que me fizeram pensar o quanto podemos ser medrosos, a ponto de temer até mesmo alcançar aquilo que tanto almejamos. Eu só posso dizer que quando terminei a última página, estava pronta pra encarar minhas próprias verdades e buscar por minha satisfação pessoal e profissional de forma verdadeira.

A frase da foto lá em cima, foi uma das mais impactantes pra mim, porque já ouvi tanto as pessoas dizerem que não podemos ter tudo, que de forma simples e objetiva, ela faz entender, que sim, podemos, basta não querer tudo de uma vez só. Essa urgência que temos pra alcançar não se sabe o que, nem porquê ou pra que, pra ontem, é que nos sobrecarrega e não nos deixa enxergar que muitas vezes temos tudo, mas cada coisa no seu tempo.

O documentário “Eu maior” que também trata sobre autoconhecimento e a busca da felicidade, reúne diversos depoimentos de pessoas totalmente diferentes, de áreas de atuação, de crenças e etnias diversas, porém a conclusão universal mostra que a essência da felicidade não está no que temos ou fazemos, mas no que somos e buscamos como propósito de vida.

O documentário tem 1:30h de duração mas pra mim pareceu durar 20 minutos de tão gostoso que foi ouvir falar da felicidade e satisfação do ser humano de forma profunda, clara e simples, diferente do que vendem hoje em dia, uma satisfação momentânea, efêmera e vazia.

Pra quem gosta de filosofar e se descobrir em meio a verdadeira essência da vida, que é sempre particular e única pra cada um, essas são minhas dicas.

Sou grata quando uma obra, seja livro, filme, música ou algo q descobri por aí, transforma algo dentro de mim, e com toda sinceridade ficarei feliz se transformarem algo dentro de você também.

2 Replies to “A arte do autoconhecimento e a felicidade em sua essência”

  1. Ah, que legal que você está em constante busca do autoconhecimento! É realmente uma coisa importante, nem sempre fácil, porém imprescindível. Gostei da indicação de livro e documentário, vou anotar aqui.
    Beijos!

    claramenteinsana.com

  2. Aline Matos says:

    Que bom que curtiu Duane. Amo qualquer coisa que me faça sempre melhor como pessoa, observar a vida de modos diferentes e encontrar nosso próprio jeito de encarar o mundo. Seja bem vinda pra sempre aproveitar das futuras dicas. Bjos

Deixe uma resposta